Docentes

Armindo dos Santos de Souza

Professor do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Administração (PPGA) da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). Pesquisador das áreas de Gestão Social e Ambiental, Políticas Públicas e Estudos Organizacionais. Seus interesses de pesquisa concentram-se em Organizações da Sociedade Civil, Responsabilidade Socioambiental de Empresas, Participação Popular em Políticas Públicas e Desenvolvimento Sustentável. Doutor em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP) da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Mestre em Ciências Sociais (Gestão de Cidades) pela PUC Minas e Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Arnaldo Aparecido Rezende

Formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Paraná (UFPr) e Pós Graduado em Finanças pela Fundação Getulio Vargas de São Paulo (FGV- SP). Professor dos cursos de Administração e Engenharia de Produção da Faculdades de Campinas (FACAMP) nas áreas de governança corporativa e gestão de responsabilidade social empresarial, sustentabilidade e engenharia aplicada. Desde 2000 é superintendente executivo da Fundação FEAC. Membro do conselho fiscal da Fundação Centro Médico de Campinas, coordenador de responsabilidade social do Instituto Brasileiro de Executivos Financeiros (IBEF - Campinas), Diretor-executivo do Compromisso de Campinas pela Educação Coordenador do comitê de estudos para elaboração do guia de boas práticas de governança para organizações do terceiro setor no Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC).

Carolina de Andrade

É atualmente Consultora de Projetos do ICom (Instituto Comunitário Grande Florianópolis), implementando um ‘Centro de Apoio a Inovação Social’. Recentemente obteve o título de Mestre em Tecnologia e Gestão da Inovação pela SPRU (Sience and Technology Policy Research) na University of Sussex na Inglaterra. Ela é Bacharel em Relações Internacionais com especialização em Empreendedorismo pela FGV-EAESP, incluindo um intercâmbio na Babson College, Estados Unidos. Carolina é Fellow da rede internacional LEAD (Leadership for Sustainable Development). Carolina trabalhou por quase 4 anos na Artemisia, onde atuou na seleção e formação de empreendedores, na coordenação de Parcerias Estratégicas e como Diretora da Aceleradora de Negócios Sociais. Carolina também trabalhou na Junior Achievement Santa Catarina e na DDI, consultoria de recursos humanos, na Holanda. Durante a universidade fundou duas organizações com propósitos de desenvolvimento de liderança e empreendedorismo. Carolina é alumni da AIESEC, onde foi Diretora de Recursos Humanos. Durante sua experiência na AIESEC ela participou de congressos internacionais no México, República Sérvia e Montenegro e Espanha, sendo que no último foi facilitadora do evento.

Claudio Padua

Administrador de empresas e biólogo. Mestre em estudos latino-americanos e Doutor em Ecologia pela Universidade da Flórida, em Gainesville, EUA. É professor aposentado da Universidade de Brasília. Reitor da ESCAS e Vice-Presidente do IPÊ, Claudio é também pesquisador associado sênior do Centro de Estudos Ambientais e de Conservação da Columbia University, em Nova Iorque (EUA). Membro do conselho de sustentabilidade da Fibria S/A e Danone. Em 2003, junto com sua esposa Suzana Pádua foi considerado pela revista Time, Herói do Planeta por sua atuação na conservação da biodiversidade. Entre 1997 e 2007 ganhou seis prêmios conservacionistas, sendo três nacionais e três internacionais.

Célia Cruz

Antes de juntar-se a equipe do Instituto de Cidadania Empresarial (ICE), Célia foi Diretora da Ashoka Canada de 2009 a 2011, Managing Director da Ashoka Global Fellowship por 1 ½ anos e Diretora da Ashoka Brasil e Paraguai por 5 anos. Célia trabalhou no Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), onde coordenou o Programa Doar de desenvolvimento comunitário por dois anos, com a visão de implementar fundações comunitárias em cidades brasileiras. Célia criou a empresa de consultoria em captação de recursos, Philantropics em 1994 e trabalhou como Diretora de Desenvolvimento Institucional da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (EAESP/FGV) de 1994 a 2000. Célia representou a Fundraising School of Indiana University’s Center for Philanthropy de 2000 a 2003 e lecinou cursos de captação de recursos e empreendedorismo social de 1995 a 2007 em diversas escolas como EAESP/FGV, FEA/USP, SENAC, FOS e em diversos programas no Brasil. Célia tem seu mestrado em Economia pela EAESP/FGV com intercâmbios na ESSEC, France e York University, Canada. Célia serviu em diferentes conselhos de organizações da sociedade civil, incluindo Roots of Empathy (Canada), Associação Rodrigo Mendes, Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR), Centro de Voluntariado de São Paulo, IMAFLORA, AIESEC Brasil, Comitê de Engajamento Social do Instituto Akatu e SIFE/George Brown College (Canada). Célia é co-autora do livro Captação de Diferentes Recursos para Organizações Sem Fins Lucrativos, 2000, apoiado e financiado pelo ICE.

Daniel Brandão

Sócio-fundador da Move Avaliação e Estratégia em Desenvolvimento Social, atua como consultor e docente de temas relacionados à gestão estratégica de programas e projetos sociais. Mestre em Educação pela PUC-SP com estudo sobre a relação entre avaliação de programas e projetos sociais e aprendizagem. Graduado em engenharia agronômica pela ESALQ-USP. Trabalhou na Fundação Kellogg como responsável pela análise de projetos de financiamento social para países latino americanos. Foi co-fundador e consultor do Instituto Fonte para o Desenvolvimento Social entre 1998 e 2010. Criou o Método QUADROS, uma tecnologia social certificada pela Fundação Banco do Brasil na categoria “Direito das crianças e dos adolescentes”. Participa da American Evaluation Association.

Decio Zylbersztajn

Possui graduação em Agronomia pela Universidade de São Paulo (1975), mestrado em Economia – North Carolina State University (1981), mestrado em Economia Agrária pela Universidade de São Paulo (1979) e doutorado em Economia – North Carolina State University (1984). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração de Setores Específicos, atuando principalmente nos seguintes temas: agribusiness, new institutional economics, custos de transação, cooperativismo e agroindustria.

Edgard Barki

Doutor e Mestre em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas – SP. Possui graduaçao em administração de empresas pela FEA-USP (1989-1992) e MBA em Marketing pela USP. Atualmente é professor de cursos de graduação e pós-graduação na FGV-EAESP e pesquisador da Fundação Getulio Vargas – SP. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Mercadologia, atuando principalmente nos seguintes temas: base da pirâmide, varejo, consumidor e estratégia. Co-organizador do livro “Varejo para Baixa Renda”.

Eduardo Humberto Ditt

Engenheiro agrônomo pela Esalq – Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP), Mestre e Doutor em Ciência Ambiental pela USP. Secretário Executivo e pesquisador do IPÊ – Instituto de Pesquisas Ecológicas. Tem experiência na área de Recursos Florestais e Engenharia Florestal, com ênfase em Conservação da Natureza. Atua principalmente nos seguintes temas: fragmentos florestais, Mata Atlântica, paisagem, questionários, conservação e Pontal do Paranapanema.

Link para o currículo no CNPQ: http://lattes.cnpq.br/9525442634476481
Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Ezequiel Reficco

É pesquisador sênior da Harvard Business School desde 2002, na Iniciativa de Empreendedorismo Social. Suas áreas de estudo abrangem parcerias entre Organizações sem Fins Lucrativos e empresas, Responsabilidade Social Corporativa, Empreendedorismo Social e Estratégia. Desempenhou papel preponderante no lançamento da rede SEKN. Tem trabalhos publicados em periódicos acadêmicos nos Estados Unidos, Argentina, Espanha, Itália, Venezuela e Brasil. É doutor em Direito pela Universidad de Buenos Aires (1989), mestre em Estudos Internacionais, pela Universitat Autònoma de Barcelona e Ph.D. em Direito e Diplomacia pela Tufts University (2002). No SEKN, é co-autor dos livros “Parcerias Sociais na América Latina: lições da colaboração entre empresas e organizações da sociedade civil” (publicado em inglês, espanhol e português) e do “Effective Management of Social Enterprises: lessons from businesses and civil society organizations in Iberoamerica” (versões em inglês e espanhol).

Graziella Comini

Economista pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP), mestre e doutora em administração pela FEA/USP e com especialização na Harvard Business School (EUA) e Universidade de Bologna (Itália). Foi professora da área de administração geral e recursos humanos da FGV durante 8 anos; desde 2005, é professora do departamento de administração na área de Gestão de Pessoas da FEA/USP. Atualmente coordena a área de Gestão de Pessoas. Supervisora de projetos pela Fundação Instituto de Administração na área de recursos humanos, empreendedorismo social e responsabilidade social e sustentabilidade. Coordenadora do Centro de Estudos de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor (CEATS) e líder do Brasil no SEKN – Social Enterprise Knowlegde Network. É sócia da Consultoria Growth Desenvolvimento de Pessoas e Organizações e participa de conselhos consultivos de organizações sem fins lucrativos e negócios socioambientais.

Flávia Regina de Souza Oliveira

Graduada pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Especialista em Direito Tributário pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Sócia responsável pelo Departamento de Direito do Terceiro Setor de Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados. Publicou artigos, apresentou trabalhos sobre terceiro setor e advocacia pro bono em Congressos nacionais e internacionais. Membro da Comissão de Direito do Terceiro Setor da OAB/SP. Professora no módulo Aspectos Legais do Terceiro Setor do curso “Princípios de Gestão para Organizações do Terceiro Setor” do PEC/FGV – Programa de Educação Continuada da Fundação Getúlio Vargas, Coordenadora e Professora do curso de “Direito para o Terceiro Setor”, do GVLaw – Programa de Educação Continuada da Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas.

Haroldo Torres

É economista, mestre em demografia pela UFMG, e doutor em ciências sociais pela Unicamp, tendo sido bolsista do Harvard Center for Population and Development Studies durante seu programa de doutorado. Concentrou seus interesses acadêmicos nas áreas de distribuição espacial da população e da atividade econômica e avaliação de políticas sociais e urbanas. Nos últimos 10 anos publicou vários artigos em periódicos nacionais e internacionais, capítulos de livros. Como consultor, trabalhou em projetos de avaliação de políticas sociais nas áreas de transferência de renda (Ministério do Desenvolvimento Social), vigilância epidemiológica (Ministério da Saúde), ensino superior (Ministério da Educação), ensino fundamental (Secretaria da Educação do Estado de São Paulo), nutrição (BID), habitação (CHDU-SP), saneamento (Sabesp), desenvolvimento regional (Ministério da Integração) e políticas sociais em geral (IPEA). Esteve também envolvido em projetos sobre construção de indicadores para avaliação de políticas sociais e sistemas de informação de apoio a tais políticas para organizações como Ministério das Cidades, PNUD, UNFPA, Banco Mundial, Fundação Seade (SP), SEI/BA, e diversas prefeituras.

Henrique Pistilli

Administrador pela UFRJ e consultor membro do Instituto. E consultor membro do Instituto EcoSocial desde 2003. Formado pela ADIGO, com aprofundamento completo, formação completa em antroposofia e parcial em terapia artística. Possui 12 anos de experiência no desenho e condução de processos de mudança & desenvolvimento, com empresas e organizações diversas, no Brasil e no exterior. Atuou em organizações como AIESEC, HLCA, Accenture e Organizações Globo. Participou ativamente da fundação do Pioneers of Change, do Programa Germinar e da escola Kaha Nalu. É parceiro da Artemisia desde 2007 nas metodologias do Design Criativo do Modelo de Negócio.

Jacques Marcovitch

Professor da Universidade de São Paulo (USP) dedica-se ao estudo do pioneirismo empresarial, estratégia e inovação com foco no crescimento econômico, na distribuição de renda e na sustentabilidade ambiental . Desde 2002, tem pesquisado as políticas de implantação da Convenção do Clima/Protocolo de Kyoto com ênfase na redução dos gases de efeito estufa na atmosfera. Master of Management pela Vanderbilt University (EUA) Doutor em Administração pela FEA/USP e pós-doutorado no International Management Institute (Suíça). Foi Reitor da USP de 1997 a 2001, Diretor do Instituto de Estudos Avançados e da FEA/USP, Presidente das Empresas de Energia do Estado de São Paulo (CESP, CPFL, Eletropaulo e Comgás) e Secretário de Economia e Planejamento do Estado de São Paulo. Atualmente, além das atividades acadêmicas é Senior Adviser do World Economic Fórum, membro do Conselho Administrativo do Graduate Institute of International and Development Studies em Genebra, coordenador do Estudo Economia do Clima no Brasil e membro do Terrestrial Carbon Group. Recebeu vários reconhecimentos entre eles o l´Ordre Nationale de la Legion D´Honneur (França), o Prêmio Jabuti, a Grã-Cruz da Ordem de Rio Branco e a Grã Cruz da Órdem Nacional do Mérito Científico.

José Eli da Veiga

Professor sênior do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (IEE/USP). Também orienta dissertações e teses no programa de pós-graduação do Instituto de Relações Internacionais (IRI/USP) e participa de pesquisas do Núcleo de Economia Socioambiental (NESA/USP). Por trinta anos (1983-2012) foi docente do Departamento de Economia da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA/USP), onde obteve o título de professor titular em 1996.

Lala Deheinzelin

É especialista mundial em Economia Criativa & Desenvolvimento Sustentável, e criou e coordena o movimento internacional Crie Futuros. Trabalhando no Brasil e exterior, seu perfil trans-disciplinar possibilitou desenvolver metodologias próprias integrando Economia Criativa + Desenvolvimento + Sustentabilidade + Futuro + Inovação. Tal trabalho mostra porque a Economia Criativa é estratégica no século XXI, as oportunidades que oferece e as condições necessárias para seu florescimento, contribuindo para inserir o tema na agenda de desenvolvimento aos níveis (inter) nacional, estadual e municipal.

Sua trajetória tem três fases cujo fio condutor é a busca de competências e experiências que contribuam para processos de desenvolvimento através da criatividade e cultura.

(81-93) Área cultural (teatro, cinema, TV); formação em “Arte e Teoria do Movimento”; diretora premiada de espetáculos multimídia; produtora e apresentadora.

(94-01) Criando estratégias de comunicação e promoção para corporações multinacionais, brasileiras, e do terceiro setor.

(desde 2001) Assessora, palestrante, consultora, curadora, facilitadora de cursos e workshops para corporações, governos e instituições internacionais multilaterais na formulação de estratégias de inovação, desenvolvimento e cooperação com foco em Futuros Desejáveis, Cultura, Economia Criativa e Desenvolvimento Sustentável.

Sob tal diversidade encontra-se a pesquisa contínua sobre o uso transversal de ferramentas artísticas e culturais nos processos de transformação e desenvolvimento, que ganhou força a partir da bolsa-prêmio outorgada pela Fundação Vitae (91).

Após criar a Crocodilo Produções Artísticas (setor cultural e artístico / 81), com a ampliação do trabalho, a empresa transformou-se na Enthusiasmo Cultural.

Atualmente, além das palestras e oficinas, desenvolve um Programa de Economia Criativa para o BNDES, visando a incorporação do tema aos produtos e processos do Banco; Assessora as Secretarias de Economia Criativa e Diversidade/ Sustentabilidade do Ministério da Cultura do Brasil; está desenhando a Política de Economia Criativa de Moçambique, à convite da UNESCO e Ministérios; desenvolve um Programa de Sustentabilidade Integral ( considerando a parte ambiental/Economia Verde e sociocultural/Economia Criativa) para o CENPEC- Centro de Pesquisa em Educação e Cultura); segue no trabalho com o Instituto Nacional de Moda e Design em São Paulo e Rio de Janeiro; coordena o Movimento Crie Futuros para criação de futuros desejáveis.

Atividades atuais (entre outras):

• CEO da Enthusiasmo Cultural: empresa especializada em consultoria, palestras e estratégias corporativas www.enthusiasmo.com.br
• Consultora internacional para UNESCO, Convênio Andrés Bello, OEI (Ibero American States Organization), Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento.
• Criadora e coordenadora de Crie Futuros: visões e métodos para criação de futuros desejáveis e da WikiFuturos: enciclopédia multimídia de futuros desejáveis www.wikifuturos.com.br
• Membro do Conselho do IN-MOD, Instituto Nacional de Moda e Design, do São Paulo Fashion Week www.spfw.com.br
• Atua voluntariamente como: Fundadora e membro do Conselho do Núcleo de Estudos do Futuro da PUC/ SP, que representa no Brasil o Projeto Millennium da Universidade das Nações Unidas www.nef.org.br
• Diretora de Cooperação Internacional do Instituto Pensarte www.pensarte.org.br;
• Membro da Diretoria da ONG Doutores da Alegria
• Curadoria Creative Corridor: Exhibition on Creative Economy for Better Cities and Better Lives, UN Pavilion, Shangai Universal Expo 2010 , pela United Nations Development Programme, New York
• Coordenação “Memórias Y Futuros”, Exposición y Proyecto Las Américas: O papel da mulher nos Bicentenários das Américas (Ministério das Relações Exteriores de Espanha, Ministério da Cultura de Colômbia, Uruguay e Argentina);
• Articulista da revista eletrônica Cultura e Mercado “Cultura e Mercado www.culturaemercado.com.br; Mercado Ético http://mercadoetico.terra.com.br e blogs em Economia Criativa http://economiacriativa.blogspot.come http://economiadacultura.blogspot.com
Demais trabalhos desenvolvidos (entre outros)
• Assessora: AECID – Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento; UNESCO; Ministério Da Cultura; SEBRAE – Serviço Brasileiro de Suporte às MPEs/Brasil; Prefeitura de São Paulo, PNUD, Governos dos Estados de São Paulo, Paraná, Alagoas, Ceará, Paraíba, Espírito Santo; Fundação Abrinq dos Direitos da Criança; Fundação Itaú Social; Cenpec.
• Palestrante nacional e internacional sobre temas: mudança; visão de futuro; empreendedorismo; criatividade; cultura e desenvolvimento. Clientes (entre outros): ONU, AECI, UNCTAD, Ford, Unilever, Avon, Correios, ABRAS, Itaú Social, Sebrae, Natura, Nestlé.
• Workshops com temas ligados à economia criativa, sustentabilidade, desenvolvimento local utilizando linguagens artísticas, futuros desejáveis.
• Exposições e instalações culturais para Prefeitura de Santo André, Bienal de Arquitetura, Bunge, Cenpec, SESC, Sebrae SP, Pólo Petroquímico; Centenário da Imigração Japonesa.
• Criação e direção artística iniciada com “Clara Crocodilo” (80). Realizou dezenas de espetáculos de teatro e dança; dirigiu eventos, shows musicais e novo circo; trabalhou com grandes nomes do cenário artístico-cultural brasileiro. Como atriz, participou de publicidade, filmes e TV (novelas: “Vale Tudo”, “Ana Raio”, “Noivas de Copacabana”; apresentadora dos programas culturais “Metrópolis” e “Carlton Cine”). Ainda na década de 80 fez coreografias, direção de arte e assistência de direção para nomes como Jayme Monjardin e Arnaldo Jabor.
• Ações e eventos promocionais & culturais (diversos deles premiados): Editora Abril, BMW, Avon, Brahma, Boticário, Esso, Hyundai, Tintas Coral, Luxaflex, Möet & Chandon; Phillips; Nestlé; MTV; governos municipais, estaduais e federais; Sebrae; Natura

Ladislau Dowbor

Possui graduação em Economie Politique – Universite de Lausanne (1968), mestrado em Economia Social pela Escola Superior de Estatística e Planejamento (1974) e doutorado em Ciências Econômicas pela Escola Superior de Estatística e Planejamento (1976). Atualmente é professor titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Tem experiência nas áreas de Administração e Economia, atuando principalmente nos seguintes temas: mudança tecnológica, economia dos recursos humanos, economia regional e urbana, planejamento educacional e economia internacional.

Luciana Trindade de Aguiar

Graduada em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília (1987), mestrado em Antropologia – Cornell University (1991) e doutorado em Antropologia – Cornell University (1993). Atualmente é Senior Partner da PlanoCDE, empresa de pesquisa e consultoria. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em antropologia visual e antropologia do consumo.

Maure Pessanha

Administradora de empresas pela FEA-USP – Universidade de São Paulo, com especialização em Avaliação de Programas Sociais pela FIA-USP – Fundação Instituto de Administração. Também fez cursos de Empreendedorismo pelo Insper São Paulo e Development Studies pela Harvard University. Na faculdade, participou da fundação de um cursinho pré-vestibular que já beneficiou mais de 2000 pessoas. Trabalhou em organizações sociais como Instituto Sou da Paz e World Education. Trabalhou por quase quatro anos na Ashoka – Empreendedores Sociais, atuando na seleção de empreendedores e na parceria com a consultoria estratégica McKinsey, em iniciativas que tinham como objetivo transferir conhecimento e ferramentas de gestão entre os setores privado e social. Na Artemisia desde 2006, hoje atua como diretora executiva da organização.

Marcos Vaz

Marcos Vaz é consultor em sustentabilidade e inovação e Sócio Diretor da O.N.E. Sustentabilidade – Oportunidades na Nova Economia, empresa de consultoria orientada a auxiliar empresas a transformarem os desafios da sustentabilidade em negócios que tragam resultado econômico duradouro e gerem valor socioambiental.

Possui mais de vinte anos de experiência na liderança de processos de sustentabilidade, inovação, tecnologia e manufatura em empresas de grande porte no Brasil, Reino Unido e México. Foi diretor de Sustentabilidade da Natura Cosméticos onde sistematizou o processo de Gestão da Sustentabilidade e promoveu inovações para a geração de valor socioambiental e para a criação de oportunidades de negócio fundamentadas nos princípios da sustentabilidade.

Foi vice presidente do board da Union for Ethical Bio Trade (UEBT), uma associação internacional que promove o comércio ético de ingredientes derivados da biodiversidade; e membro do Comitê Diretivo da iniciativa Caring for Climate do Pacto Global das Nações Unidas.

É Engenheiro Químico pela Universidade Estadual de Campinas com MBA Empresarial pela Fundação Dom Cabral e cursos de extensão em Liderança da Sustentabilidade no MIT e Inovação na Harvard Business School.

Ricardo Abramovay

Ricardo Abramovay é professor-titular do Departamento de Economia da FEA e do Instituto de Relações Internacionais da USP. É coordenador do Projeto Temático FAPESP sobre Impactos Socioeconômicos das Mudanças Climáticas no Brasil e do Núcleo de Economia Socioambiental da USP. Seu programa de pesquisa volta-se ao estudo dos comportamentos dos atores sociais nos processos contemporâneos de transição para uma economia de baixo carbono e apóia-se teoricamente nas principais correntes contemporâneas da sociologia econômica e da economia ecológica. Este programa se traduz em projetos, publicações e orientações em três áreas: a) o papel dos atores sociais nas mudanças de comportamentos empresariais diante dos desafios socioambientais contemporânos; b) o papel da biomassa na descarbonização da matriz energética dos transportes e c) trabalhos teóricos em sociologia econômica.

Renato Kiyama

Coordenador da Aceleradora de Negócios da Artemisia. Desde 2007, atuou diretamente na criação de 7 negócios sociais, foi consultor e conselheiro de outras empresas e participou do desenvolvimento dos principais programas da Artemisia. Desenvolveu pesquisas de campo sobre estratégias de mercado que reduzem pobreza no Brasil, Índia e América Latina. Possui experiência como facilitador de processos de inovação como colaborador do Centro de Formações da Artemisia e tendo atuado em organizações como SENAC, Banco Central, FIA e GIFE. Também foi diretor da AIESEC na USP e empreendedor de projetos sociais voltados para juventude e cultura urbana. Administrador pela FEA-USP, com estudos em empreendedorismo pela Babson College e inovação pela ESPM.

Rogério Renato Silva

Sócio-fundador da Move Avaliação e Estratégia em Desenvolvimento Social, atua como consultor, pesquisador e docente em desenvolvimento organizacional, sobretudo nos temas avaliação, estratégia, governança e aprendizagem. Especialista, Mestre e Doutor em Saúde Pública pela USP, estudou avaliação na Western Michigan University (EUA), e Facilitação de Processos de Desenvolvimento Social no CDRA (África do Sul). No campo social desde 1996, foi co-fundador e diretor executivo do Instituto Fonte para o Desenvolvimento Social no triênio 2007/2010. É também psicanalista com formação pelo Centro de Estudos de Psicanálise (SP).

Rosa Maria Fischer

Professora titular da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo; com livre-docência pela Faculdade de Administração, doutorado em Ciências Políticas e mestrado em Ciências Sociais pela faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Fundou e dirige o CEATS Centro de Empreendedorismo Social e Administração em Terceiro Setor, programa institucional da FIA Fundação Instituto de Administração; onde coordena o MBA Gestão e Empreendedorismo Social e os cursos de especialização em Responsabilidade Social e Terceiro Setor e o de Avaliação de Projetos e Programas Sociais. Supervisora de projetos de pesquisa, consultoria, treinamento e desenvolvimento da FIA, entidade de apoio à FEA-USP, da qual é Conselheira-Instituidora. Foi editora da RAUSP Revista de Administração da Universidade de São Paulo de 2003 a 2007. Co-fundadora do SEKN Social Enterprise Knowledge Network, rede ibero-americana de universidades coordenada pela Harvard Business School Sócia-fundadora e membro permanente do Conselho Deliberativo do CEDEC Centro de Estudos sobre Cultura Contemporânea. Tem assento nos Conselhos da Fundação Itaú Social, do Fundo Itaú de Excelência, da Fundação Orsa e Centro Ruth Cardoso, foi membro do board diretivo da ISTR International Society for Third Sector Research e coordenadora da LAC-ISTR Rede da ISTR para América Latina e Caribe. Assessora da FAPESP Fundação para Apoio à Pesquisa do Estado de São Paulo e do CNPq Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Conselheira do NEV Núcleo de Estudos sobre a Violência da Universidade de São Paulo. Conselheira do Programa Avizinhar do CECAE Coordenadoria Executiva de Cooperação Universitária e de Atividades Especiais da Universidade de São Paulo. Conselheira titular representante das instituições universitárias junto ao Programa Voluntários das Gerais, promovido pela FIEMG Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais.

Sérgio Esteves

Formado em Administração, Doutor em Administração de Empresas pela EAESP-FGV (a tese, de 2009, envolveu uma visão crítica da sustentabilidade a partir de seus principais dilemas no mundo moderno), principal área de estudo: estratégias de sustentabilidade, sócio-diretor da AMCE Negócios Sustentáveis, membro do conselho diretor do Imaflora www.imaflora.org e membro do conselho diretor do Corredor Ecológico do Vale do Paraíba www.corredorecologico.com.br

Thereza Penna Firme

Educadora e psicóloga, com especial formação acadêmica no campo da avaliação. Formou-se em Psicologia Clínica (PUC/RIO), Mestre em Psicologia Educacional (M.S) pela Universidade de Wisconsin, USA, Mestre em Educação (M.A) pela Universidade de Stanford, Califórnia, USA e Doutora (Ph.D) em Educação e Psicologia da criança e do adolescente pela Universidade de Stanford, Califórnia – USA. Exerceu o magistério no Ensino Fundamental, Médio e Superior (Graduação e Pós-Graduação), bem como funções de Direção e Coordenação na PUC/RIO, UFRGS e UFRJ , atuando como professora, pesquisadora e orientadora de dissertações e teses. Possui experiência Nacional (MEC, CAPES, INEP, Universidades Públicas e Particulares, Centros Universitários, Secretárias de Educação Estaduais e Municipais, Escolas e Colégios Públicos e Particulares, SENAI, SENAC, ONGs, Organizações Empresariais, Instituições Religiosas) e Internacional (USAID, OEA, BID, BANCO MUNDIAL, UNICEF, PAHO, UNESCO) como conferencista, consultora e avaliadora. Atualmente, é coordenadora do Centro de Avaliação na Fundação CESGRANRIO.

Vivianne Naigeborin

Atua há mais de 11 anos no campo do empreendedorismo e dos negócios sociais. Atualmente é assessora estratégica da Potencia Ventures, organização que investe em iniciativas para o desenvolvimento de um ecossistema de negócios cujos produtos e serviços contribuam para reduzir a pobreza em mercados emergentes. Antes disso, atuou como consultora estratégica para empresas, fundos e organizações da sociedade civil no campo dos negócios sociais, entre eles a Artemisia International, Camargo Correa, Instituto Ação Empresarial pela Cidadania e Vox Capital. De 2000 a 2007, trabalhou na Ashoka Empreendedores Sociais como Diretora Internacional de Parcerias Estratégicas e de Integração para a América Latina. Entre 2000 e 2006, liderou o Prêmio Empreendedor Social Ashoka-McKinsey, concurso de planos de negócios para organizações da sociedade civil e universitários, replicado em 7 países. Em 2003, participou do diálogo Ashoka – Grameen, intercâmbio com o Grameen Bank em Bangladesh. Coordenou a elaboração de duas publicações sobre o tema de negócios sociais: Empreendimentos Sociais Sustentáveis – Como elaborar planos de negócios para organizações sociais (2001) e Negócios Sociais Sutentáveis (2006). É Advisor do Comitê de Investimento da Vox Capital e conselheira de diversas organizações da sociedade civil e de empresas sociais, além de membro do conselho do pólo brasileiro da ANDE (Aspen Network of Development Entrepreneurs).

Duração

18 meses

Mensalidade

A consultar

Modalidade

Presencial